Cenário 

A ONU estima que a igualdade de gênero só será alcançada daqui a 81 anos em nível mundial. Já no Brasil, segundo o Fórum Mundial Social, levaremos 95 anos, sendo reconhecido como o pior país da América do Sul para uma menina se desenvolver, segundo a ONG Save the Children. A causa, segundo o relatório, é a representação parlamentar. Atualmente, as mulheres não são prioridade dos candidatos a cargos públicos, sendo que elas representam mais da metade da população brasileira.

Somado a esses dados, o tema do empoderamento feminino é um assunto amplamente discutido na sociedade e vem ganhando importância nas redes sociais e no âmbito político-econômico.

Dessa forma, o observatório Cidade 50-50 foi criado com o desafio de monitorar os indicadores de igualdade de gênero nas cidades brasileiras e colocar na pauta nacional as demandas de cerca de 52% da população, que não se sente representada na política.

Desafio 

Monitorar os indicadores de igualdade de gênero nas cidades brasileiras e colocar na pauta nacional as demandas de cerca de 52% da população, que não se sente representada na política.

Soluções

A agenda Cidade 50-50 surgiu do reconhecimento da importância de se implementar políticas públicas que busquem a promoção de igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres. Divide-se em quatro fases:

• Fase I – Eleições 2016: lançamento do projeto com o objetivo de estimular a adesão dos candidatos à agenda 50-50. Foi criada uma plataforma onde os candidatos aderiram ao projeto e os eleitores puderam pesquisar se seus candidatos fizeram a adesão.
• Fase II – 2017: sensibilização dos prefeitos e vereadores eleitos para buscar adesão à agenda 50-50 em parceria com a FNE. Os gestores devem contribir com o compartilhamento de indicadores de igualdade de gênero.
• Fase III – Observatório, até 2020 – será realizado um estudo de políticias públicas municipais voltadas para a igualdade de gênero e seu impacto na vida nas cidades.
• Fase IV – Eleições 2018 – Provocar a retomada do debate nas eleições estaduais e federal.

Resultados

O projeto Cidade 50-50 foi criado com o desafio de monitorar os indicadores de igualdade de gênero nas cidades. A In Press planejou todas as etapas, desde a criação das diretrizes e métricas até o nome, a marca, o escopo, a mecânica e os perfis nas redes sociais. Também foi realizado um planejamento de comunicação integrada para as fases de desenvolvimento, que inclui gestão de celebridades, mídias sociais e intervenção urbana e será apresentado para a captação de recursos.
O projeto teve resultados relevantes em 1 mês de ativação:
• Adesão de 54 candidatos;
• 77 publicações e mais de 2000 compartilhamentos nas redes, entre vídeos, cards e links;
• A página foi verificada pelo Facebook;
• Engajamento de influenciadores como Pitty e Camila Pitanga;
• Na imprensa, o destaque foi na cobertura das eleições municipais de veículos regionais, cobertura da Globo News, BBC Brasil Isto É e Congresso em Foco.