Quando a inteligência artificial é mal utilizada, cria-se um problema de imagem para marcas e produtos. Infelizmente, essa é uma realidade que cresce cada vez mais nas redes sociais, que vêm perdendo credibilidade perante a sociedade. Teriam as redes sociais um grande problema de… RP?
O assunto foi tema do painel de Steven Barltlett na SXSW 2019. Com apenas 26 anos, Bartlett é CEO da Social Chain, agência de marketing que se propõe a manter seus clientes na vanguarda, da melhor forma possível. E esse valor inclui ser verdadeiro, mesmo em um meio que às vezes aprece ser bom demais para sê-lo.
Bartlett tem como missão atacar as fraudes que envolvem o marketing de influência e empresas que vendem seguidores para perfis de redes sociais. Para isso, criou a ferramenta de inteligência artificial Like-Wise, que identifica contas que compram seguidores, por meio de uma base de dados construída com milhões de perfis falsos que, após varredura, identifica quais influenciadores estão recebendo engajamento de aplicativos.
Quando a ferramenta identifica atividades suspeitas de uma conta de influenciadores, ela usa a tecnologia AI para mapear um gráfico de engajamento e assim analisar seu envolvimento ao longo do tempo, comparando com com gráficos orgânicos reais. “É hora de limpar a indústria”, afirmou.