Em 12 de março de 2018 ocorreu um vazamento de polpa de minério de ferro no mineroduto da Anglo American, no trecho próximo à Estação de Bombas 2, zona rural de Santo Antônio do Grama, Minas Gerais. Não houve feridos ou vítimas. O vazamento durou 25 minutos e cerca de 318 toneladas de polpa – o equivalente a um caminhão fora-de-estrada cheio – atingiram o ribeirão Santo Antônio do Grama. Outras 895 toneladas do material foram depositadas em um barramento da empresa.

 

Desafios

  • Enfrentando as notícias falsas. Gravações do vazamento da polpa de minério de ferro viralizaram e o incidente, embora muito menor, foi comparado ao rompimento da barragem da Samarco, em Mariana.
  • Foi preciso romper o medo de falar sobre notícias ruins e desmitificar o fato de que “se a gente não fala nada o assunto morre e a repercussão diminui”.
  • Informar os empregados diretos e indiretos antes da imprensa para combater o clima de insegurança gerado.
  • Esclarecimentos à população sobre a distribuição de água na cidade, a evolução das obras de reparo da tubulação e as ações de limpeza do ribeirão.

As mídias sociais da Anglo American foram usadas permanentemente para esclarecer e mostrar a evolução das ações de reparação a mais de 483 mil seguidores no Facebook, 31 mil no Twitter e 26 mil no LinkedIn.

Foram publicadas 42 postagens no Facebook, 89 Stories no Instagram e mais de 100 publicações com a hashtag #mochilãoangloamerican

Alcance de público

Reações

Publicações na imprensa

Compartilhamentos

Comentários

Vamos melhorar a comunicação de sua instituição juntos.

Escolha como prefere falar com a gente.

+55 61 3049-9550

Prefiro ser contactado por:

Pin It on Pinterest

Share This